7 dicas para uma prática musical eficaz

A qualidade da sua prática é muito mais importante que a quantidade. O velho ditado “a prática leva à perfeição” só é verdade se a prática em si for perfeita. Aqui estão 7 dicas para ajudar a tornar sua prática mais eficaz e eficiente.

Pratique movimentos lentamente

como tocar teclado

A memória muscular de nossos corpos nos permite realizar fisicamente padrões de movimento com pouco ou nenhum envolvimento consciente. Exemplos de memória muscular incluem caminhar, andar de bicicleta, digitar e, claro, tocar um instrumento musical.

Para desenvolver esta memória, os músculos necessitam de treinamento na forma de orientação consciente repetida da mente. Primeiro a mente deve aprender o padrão. Então a mente deve “ensinar” o padrão aos músculos.

A mente inicialmente deve controlar todos os movimentos dos músculos. Quanto mais controlados e precisos forem os movimentos, mais rapidamente os músculos desenvolverão a memória muscular.

A prática lenta também permite que a mente ensine “músculos antagônicos” a relaxar. Músculos antagonistas são aqueles que se movem em direções opostas. Ao relaxar os músculos antagonistas, você pode reduzir a tensão e facilitar o desempenho mais rápido e fácil e evitar possíveis lesões.

Pratique em pequenas células

Uma “célula prática” é simplesmente uma série finita de movimentos. As células musicais podem corresponder a qualquer coisa, desde algumas notas até um trabalho inteiro. Ao praticar, é importante praticar pequenas células com apenas algumas notas. Praticar  tocar teclado pequenas células limita a quantidade de informação que os músculos precisam aprender ao mesmo tempo. Também facilita o foco e a concentração da mente.

Vincule o final de uma célula ao início da próxima

Para ajudar os músculos a desenvolver uma sensação de continuidade ao longo da peça musical, o último movimento em uma célula deve ser o primeiro movimento da célula seguinte.

Pratique cada célula em rajadas

Uma vez que os músculos tenham aprendido um padrão, eles serão capazes de executá-lo sem controle consciente. Inicie o padrão através de um comando consciente e permita que os músculos o executem em uma explosão.

Não pratique erros

Para cada repetição necessária para aprender um padrão de movimento, leva 7 vezes o número de repetições para alterar o padrão. Se no decorrer da sua prática você cometer um erro, pare. Revise em sua mente o padrão. E reduza ainda mais a velocidade de seus movimentos.

Pausa entre repetições

Ao lidar com atividades repetitivas, a mente é mais capaz de se concentrar quando as repetições são interrompidas por pausas curtas. Depois de duas ou três repetições, faça uma pausa de cerca de 30 segundos para recuperar o foco.

Faça pausas frequentes e não “pratique demais”

BF Skinner  em teclado e outros especialistas descobriram que a capacidade da mente para aprender cai significativamente após intensa concentração prolongada. Pesquisas mostram que estudar por muito tempo (isto é, mais de quatro horas) pode esgotar as substâncias químicas necessárias no cérebro para o aprendizado. Portanto, é melhor fazer pausas frequentes (uma pausa de 5 minutos a cada 20-25 minutos) e praticar não mais do que 4 horas consecutivas.

Ao aplicar essas técnicas, você pode melhorar drasticamente a qualidade da sua prática. Você poderá usar seu tempo com mais eficiência e aumentar a eficácia de sua prática.

Página Inicial

Como Aprender A Tocar Violão

como aprender tocar violão

O Fato de você estar visitando essa página é por que com certeza você deve estar interessado
em Como Aprender a Tocar Violão passo a passo. Não é mesmo ?

Aposto que á essa hora você deve estar quase morrendo de tanta vontade de saber como
aprender a tocar violão. Confesso que eu também tinha muito essa vontade e eu corri atrás e
aprendi. Uma das primeiras coisas que é obrigatório que você tenha é muita força de vontade
aliado a isso uma dose extra de dedicação e um pouco de tempo disponível, se você se dedicar
em torno de 30 dias você já vai conseguir tocar alguma coisa, o detalhe é que quanto mais você
aprende as coisas vão cando
cada vez mais fáceis.
Para começar você precisa saber algumas  coisas básicas, veja a imagem para que você possa
conhecer todas as partes de um violão.

partes do Violão

 

 

Um dos principais segredos para saber como aprender a tocar violão é este, se organizar,
porque sempre que vamos iniciar o aprendizado de algo, neste caso especico
aprender a
tocar violão, queremos pular algumas etapas e por consequência, camos
bastante desmotivados por não alcançar o resultado desejado.
Bem, vamos fugir um pouco da teoria e agora aprender a função das mãos:
Com exceção as pessoas que são canhotos, em geral, a nossa mão esquerda irá formar os
acorde

mãos no violão

 

E a mão direita você irá utiliza-lá para fazer os ritmos (e, mais futuramente o famoso dedilhado

 

violão

 

 

Como Aprender a Tocar Violão – Partes do violão:

Casas

São os espaços destinados aos seus dedos. É o local aonde as cordas serão pressionadas por
você. As casas são basicamente os espaçamentos limitados por as peças de ferro (nome leigo)
para quem está começando agora nesse caminho de como aprender a tocar violão

Vale Lembrar que estes “ferros” não devem exatamente ser considerados como uma casa. Pois,
podemos pressionar uma outra corda num local bem mais próximo dele, mas não exatamente
em cima dele

 

Cordas

São extremamente fáceis de se identicar.
Nos violões convencionais, são exatamente 6 cordas,
que serão pressionadas pelos seus dedos da sua mão esquerda. (Dependendo se você for
canhoto ou destro)

Ritmos

Os ritmos são os mais diversos e conforme você avançar em seu estudo, você mesmo produzirá
muitas variações

deles e aos poucos vai pegando o jeito de como aprender a tocar violão. Mas os
convencionais mais utilizados, que servem para tocar (também quase 100% das musicas) são os
que você OBRIGATORIAMENTE precisa dar prioridade para aprender.

Acordes

É natural que, em qualquer aprendizado sempre há algo novo a se aprender!! (estamos sempre
aprendendo), existem vários outros acordes a serem aprendidos, porém, aprender na faixa de 24 acordes é o suficiente para tocar a maioria das músicas.

Volte para Home